Como tirar maior proveito de redes sociais no jornalismo - Aldeia Conteúdo

Como tirar maior proveito das redes sociais no jornalismo

Pautas diferentes? Fontes com histórias de vida super legais? A verdade é que a essência do jornalismo não mudou. O que mudou foram as formas de produção e consumo de notícias disponíveis, bem como as ferramentas. Aí é que entram as redes sociais.

Será que você, jornalista, está tirando o maior proveito delas?

Vem que a gente pode te ajudar nisso!

Cavando pautas incríveis por meio do Facebook Insights

 

Apurar com a fonte pelo WhatsApp ou pelo Messenger é legal, mas você já ouviu falar de Facebook Insights?

Também pertencente ao tio Zuckerberg, o é uma ferramenta gratuita e que pode te ajudar muito na hora de buscar pautas. Para ter acesso a ela, é bem simples: basta ter uma página na rede social e utilizar o Gerenciador de Páginas.

Pensado para direcionar melhor as campanhas de performance na plataforma, também é um prato cheinho de informações para jornalistas!

 

Redes sociais para jornalistas

Interface do Facebook Insights.

 

O Facebook Insights oferece dados demográficos como idade, gênero, estado civil e profissão; geográficos, como localização e língua; interesses,como estilo de vida e assuntos que chamam atenção do público, entre outros.

Dá pra pensar em várias pautas bacanas só com essas informações. Que tal descobrir a quantidade de mulheres no Espírito Santo, por exemplo, com idades entre 30 e 60 anos, que declaram ter curso superior? Pela ferramenta dá – e de forma bastante intuitiva!

 

Redes sociais para jornalistas

Utilizando os filtros no Facebook Insights.

 

Neste exemplo, não chegamos a filtrar por interesses, ou seja, as opções e variações de respostas são inúmeras.Use a sua criatividade!

 

Buscando as fontes que você precisa pelo LinkedIn

 

Esqueça aquela história de que LinkedIn é só pra quem está procurando emprego.

A rede social é uma das que mais cresce no Brasil e pode ser uma ótima ferramenta para ser inserida dentro da rotina jornalística.

Procurando aquela fonte especial dentro daquela empresa especial? Ou apenas uma fonte dentro de um cargo específico? O LinkedIn pode te ajudar!

Na página inicial, basta clicar em “Pesquisar”, na barra superior da página e, em seguida, clicar em Pessoas. Feito isso, selecione “Todos os Filtros”. A página abaixo é a que abrirá pra você.

 

Redes sociais para jornalistas

Localidade, empresas, instituições de ensino: buscando por fontes no LinkedIn.

 

Nela você poderá pesquisa por empresa, setor, instituição de ensino, entre outras características. Não é demais?

Não dá mais para reclamar de falta de fontes!

 

A arte de contar histórias que emocionam e engajam

 

É claro que de nada adianta dominar as ferramentas sem dominar o básico da profissão. Lembra do que falamos no início do texto, que a essência do jornalismo, mesmo com o passar dos anos, não mudou?

É tudo sobre contar histórias. Ou, para usarmos a palavra da moda: é tudo sobre storytelling.

Storytelling são todas as histórias que podem ser contadas por meio de imagens, áudios e desenhos, com um conteúdo relevante e de fácil compartilhamento.Por isso, para além das redes sociais, vale sempre investir também na criação de uma história multimídia, relevante e de credibilidade.

É ela quem ajudará você ou a sua empresa nessa disputa pela atenção dos dias atuais, e é ela quem tem uma relação direta com um bom posicionamento do seu site, blog ou portal de notícias dentro do Google.

Uma boa otimização para mecanismos de buscas (SEO) faz ainda mais diferença nessas horas, inclusive para quem está do outro lado da corda, em assessoria de imprensa. Mas isso já é assunto para outro post…

 

Quer mais dicas como essa na sua caixa de entrada? Não deixe de assinar a nossa Newsletter abaixo!


Compartilhar:

Aldeia Marketing de Conteúdo
Por:
Aldeia Marketing de Conteúdo