Entendendo branding e identidade visual - Aldeia Marketing de Conteudo

Entendendo branding e identidade visual

09/09/2020

É muito comum um cliente solicitar a criação de um logo ou a modernização do atual de sua empresa. A demanda é sempre algo que se tenta fazer parecer o mais simples possível, para poupar tempo, esforço e dinheiro.

Mas quando a gente se reúne para fazer o briefing e entender a demanda, não é raro perceber que não existe um direcionamento claro do que ser quer e do que precisa. Isso porque cliente muitas vezes não tem claro o posicionamento da empresa. E ele só quer um logo.

Outras vezes, esse posicionamento é bastante claro, mas não se tem uma marca que o corresponda.

É aí que a gente sempre tenta explicar a importância do branding.

Branding e identidade visual

É claro que existem mercados e clientes de diversos perfis. Aquele que só quer e só pode pagar por um logotipo. Ou o que quer um logo com uma identidade visual completa, com manual de marca, aplicações e etc. E o que sabe que precisa, valoriza e demanda a construção do seu branding.

Esse é o caminho mais assertivo: a construção do planejamento estratégico que, aí sim, culminará com a sua representação visual, a marca.

Parece simples e óbvio, mas se uma marca não está posicionada, ou seja, não sabe quem ela é, sua essência, seus propósitos e valores, como ela vai saber para quem falar, o que falar, o que vender?

O logo e a identidade visual são, digamos, o meio do caminho.

São a representação visual destas decisões estratégicas de marca e que representam todos seus valores, a essência e o posicionamento de mercado. 

É o posicionamento de branding e todas as estratégias de comunicação e marketing que mostrarão para o mercado quem a empresa é.

Leia também: Manual da marca moderna

Interesse do público pela marca 

Para além do produto ou serviço, é o branding que faz com que seus públicos se interessem em se relacionar com ela. E que seus consumidores queiram comprar seus produtos e serem fiéis a eles.

Por experiência aqui na Aldeia e dos nossos profissionais de criação em outras empresas, quando existe o planejamento estratégico de marca, o branding bem definido, seja construído por nós ou já produzido pelo cliente, a assertividade na construção do logo e identidade visual é muito mais assertiva.

E a explicação disso é muito simples: o cliente sabe quem é ou quer ser. Traduzir isso em design é muito mais fluido.

Por mais que possa parecer simples, fácil e rápido, a história mostra que normalmente o cliente que quer ‘só uma logomarca’ tem um caminho mais complicado de aprovação da representação visual do negócio que nem ele sabe bem do que se trata. Apesar de o negócio ser dele.

Isso é um pouco sobre esse enorme e complexo mundo do branding e marcas. Mas não vale só escrever no papel os valores e propósitos da marca, representar graficamente num lindo logo e isso não se traduzir em atitudes, ok?

O branding, por completo, se reflete em qualquer ponto de contato entre uma marca e seu público.

Esse posicionamento precisa ser sempre claro e eficiente, de forma a engajar seus consumidores com sua marca, e fazer com que eles a indiquem e a recomendem para seus amigos.

Essa é a maior forma de se ter uma propaganda de qualidade e gratuita para sua marca: aquela espontânea – que vem do seu real consumidor.

Conheça nossos cases de Branding!


Compartilhar:

Michael France
Por:
Michael France