Como criar assuntos incríveis para seu e-mail marketing - Aldeia Conteúdo

Como criar assuntos incríveis para o seu e-mail marketing

28/08/2020

Quando falamos de Inbound Marketing, é inegável que o e-mail marketing segue como uma das melhores formas de nutrir os seus leads e engajá-los. Mas, não é só o conteúdo do e-mail que irá despertar a atenção do seu cliente e aumentar a taxa de abertura, viu? Muito pelo contrário! 

Um fato crucial para a abertura do e-mail é o assunto. Ele é tão importante quanto o conteúdo e, juntos, irão ajudar você e sua empresa a atingirem o seu objetivo, atendendo as necessidades de cada cliente. 

Entender as boas práticas para montar um e-mail marketing com certeza já irá te ajudar, mas criar assuntos de e-mail que gerem curiosidade e sejam relevantes para o público, também deve estar sempre no radar para aumentar os resultados. 

Vamos aprender como criar assuntos incríveis para o seus e-mails?

Assuntos de e-mail marketing: fatores que influenciam

Ao criar um assunto de e-mail marketing, devemos levar em consideração diversos fatores, como: interesse, relevância, urgência e emoção. 

Veja como aproveitar cada um deles da melhor forma!

Interesse

Esse agente deve ser o primordial na hora de criar um assunto para o e-mail. Para gerar interesse, é necessário, principalmente aguçar a curiosidade de seu cliente. 

Se o assunto responder a alguma dor ou prometer a resolução de um algum problema do lead, a chance do e-mail ser aberto e gerar uma conversão, por exemplo, é bem maior. 

Relevância

A relevância sempre terá relação direta com a taxa de abertura e com o engajamento dos seus leads com os e-mails. 

Para que o seu e-mail seja relevante para o usuário, ele deve atender às suas expectativas e levar uma boa experiência a ele. Estamos falando de conteúdo, mas também de usabilidade, de possui um HTML responsivo, entre outros. 

Também é importante que o usuário, de alguma forma, tenha se inscrito para receber aquele e-mail. Afinal, o combinado nunca sai caro e a chance de você encantar ao invés de incomodar é muito maior!

Urgência

Em caso de ações ou promoções específicas, usar o senso de urgência para otimizar os assuntos pode ser uma boa opção. 

Termos e frases como “Últimas horas para realizar a sua inscrição” e “Faltam apenas 5 minutos: produtos com até 30% OFF” podem ser usadas, deixando valer sempre, é claro, o bom senso. Nada de exageros!

Também é importante que as ofertas sejam exatamente as descritas no assunto, afinal de contas, ninguém gosta de propaganda enganosa.  

Emoção

Já foi comprovado cientificamente que emoções e memórias afetivas atraem mais o consumidor. Usando essa técnica, é possível despertar sensações positivas em seus clientes. 

Se o seu assunto de e-mail traz emoções positivas e desperta sentimentos familiares, o usuário permanecerá com aquela oferta ou conteúdo por mais tempo. Além disso, ele terá interesse no seu produto de maneira mais natural

5 dicas para criar assuntos incríveis 

Já vimos os fatores influenciadores para despertar atenção do seu usuário. Agora que você já conhece bem esses agentes, ficará mais fácil de produzir assuntos com assertividade. 

Para complementar, separamos 5 dicas que, em conjunto com os fatores de influência, irão melhorar a performance do seu e-mail. Confira!

  • Assuntos curtos

Assuntos muito longos geralmente não são chamativos e nem se destacam entre a imensidão de e-mails na caixa de entrada do usuário. Além disso, eles podem sair cortados em visualizações via mobile. 

O ideal é utilizar entre 20 e 41 caracteres nos assuntos de e-mail marketing. 

  • Números ou percentuais: use-os sempre!

Se precisa abordar um número importante em seu assunto de e-mail, nunca use números escritos por extenso, porque a escrita assim exige um raciocínio lógico do usuário, consequentemente, exigindo maior atenção. 

Portanto, usar algarismos ou percentuais induzirá o foco de atenção do usuário, se tornando mais atrativo. 

  • Evite palavras comerciais 

Um dos tipos de filtros anti-spam das plataformas de e-mail procura semelhanças entre os seus e-mails e aqueles que geralmente são marcados como spam. 

Por isso, é importante evitar palavras muito comerciais, que geralmente caem em spam. Termos como: “grátis”, “clique”, “promoção”, “abra”, “de graça”, “crédito”, “oferta”, “compre”, “veja” e “confira” e outras deste tipo devem ser usadas com cautela. 

  • Use palavras-chave do seu negócio

Inclua nos seus assuntos de e-mail palavras que casam com o seu segmento de atuação. Isso irá criar um contexto para o usuário e você conseguirá criar padrões de relevância para o seu negócio. 

Além disso, com o uso dessas palavras você sempre irá reforçar o interesse em seus produtos/serviços. 

Se o seu negócio for do segmento fitness, por exemplo, usar termos como: “dieta”, “fitness”, “atividade física”, “esportes”, “musculação”, dentre outras, trará bons resultados de relevância e interesse do usuário para o seu segmento. 

  • Faça testes e mais testes

Quando se trata de e-mail marketing, fazer testes deve se tornar uma atividade rotineira para você. 

Crie assuntos diferentes, envie para si mesmo, faça avaliações de como fica cada mensagem na sua caixa de entrada. Use formas criativas e alternadas de escrever, envie para toda a sua base e verifique quais apresentam melhor taxa de abertura. 

Esses testes com certeza te darão um direcionamento do que melhor aplicar no em seus e-mails. 

Outros conselhos 

Sempre tenha uma identidade para os seus assuntos de e-mail e sempre lembre-se de entregar relevância para o seu cliente. É importante explorar ao máximo a criatividade na hora de produzir os seus assuntos e conteúdos. 

Para obter bons resultados em e-mail marketing, é essencial que você continue sempre se  aprimorando e aprendendo cada vez mais com o sucesso ou o fracasso dos e-mails que já disparou. 

A regra é clara! Sempre encante os seus clientes e desperte neles o desejo e a necessidade de ter o seu produto/serviço. E nunca se esqueça: você está sempre se comunicando com pessoas. 

Leia também: No final, o que vale é a buyer persona


Compartilhar:

Aldeia Marketing de Conteúdo
Por:
Aldeia Marketing de Conteúdo